terça-feira, 13 de outubro de 2015

Atividade 7° Ano - Projeto Arariba - Página 120

1. Caracterize os tipos de clima a seguir e aponte a cobertura vegetal a eles associada.
a) clima tropical litorâneo.
O clima tropical litorâneo é marcado por altas temperaturas e intensa pluviosidade, sendo que a estação chuvosa ocorre no inverno. A vegetação predominante associada a esse tipo climático é a Mata Atlântica.
b) clima tropical semiárido.
O clima tropical semiárido apresenta altas temperaturas, com chuvas escassas e irregulares, concentradas em curtos períodos ao longo do ano. A vegetação predominante associada a esse tipo climático é a Caatinga.

2. Quais são as principais características da Caatinga?
Na Caatinga predominam espécies arbustivas e herbáceas adaptadas à escassez de água (xerófitas), como os cactos, que apresentam folhas pequenas, de espessura grossa em forma de espinhos.

3. Sobre a transposição das águas do Rio São Francisco, responda.
a) O que significa transpor as águas do rio?
Transpor as águas do Rio São Francisco significa construir canais para desviar parte da água deste rio a fim de abastecer os rios intermitentes da bacia do Nordeste setentrional.
b) O que é a "indústria da seca"?
A "Indústria da seca" é como ficou conhecido o desvio, feito ao longo de décadas, de verbas governamentais, que foram usadas indevidamente ou por grandes proprietários, para promover benfeitorias em suas terras, ou por governos corruptos.
c) Quais áreas serão beneficiadas com os canais de transposição?
O eixo norte beneficiará o Sertão de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte; o eixo leste beneficiará parte do Sertão e Agreste de Pernambuco e da Paraíba.
d) Quais são os argumentos contrários e favoráveis à transposição das águas do Rio São Francisco?
Os argumentos contrários são: a região será mais dependente de água; apenas uma parte do Semiárido será beneficiada; pode causar prejuízos ambientais como perda de terras férteis e ameaça à biodiversidade terrestre e aquática; pode causar problemas no regime fluvial do rio. Os argumentos favoráveis são: desenvolvimento socioeconômico do Semiárido; viabilização de programas como biodiesel com plantações de dendezeiro, babaçu e mamona, gerando oportunidades de trabalho; discussão da criação de Unidades de Conservação ao longo das margens do rio.

5. Observe a imagem
Explique como a dinâmica das massas de ar e o relevo contribuem na formação do clima semiárido no interior da Região Nordeste.
As massas de ar que determinam o clima semiárido no Nordeste são formadas em locais distantes, perdendo umidade ao longo do trajeto que percorrem para chegar à região. Como esse trajeto pode variar, há irregularidades na distribuição das chuvas a cada ano. Além disso o Planalto da Borborema age como uma barreira natural às massas de ar úmidas que chegam do Oceano Atlântico. Ao chocar-se com o planalto, as massas de ar se elevam, e o vapor de água se condensa, causando as chuvas orográficas na vertente voltada para o litoral.

6. Leia o texto e responda.
"[...] logo se evidenciou a impraticabilidade de criar o gado na faixa litorânea, isto é, dentro das próprias unidades produtoras de cana-de-açúcar. [...] E foi a separação das duas atividades econômicas - a açucareira e a criatória - que deu lugar ao surgimento de uma economia dependente na própria região nordestina. A criação de gado [...] era uma atividade econômica de caraterísticas radicalmente distintas das da unidade açucareira. A ocupação da terra era extensiva e até certo ponto itinerante." FURTADO, Celso. A formação econômica do Brasil. 34. ed. São Paulo: Canha das Letras, 2007. p. 96.
a) Quais aspectos naturais favoreceram a produção açucareira na Região Nordeste?
O clima tropical, o solo fértil (o massapê) e a proximidade com o mar, que facilitava a exportação do açúcar e a chegada de mão de obra do continente africano.
b) Onde se desenvolveu a pecuária na Região Nordeste?
A pecuária desenvolveu-se no interior da atual Região Nordeste, principalmente ao longo das margens do Rio São Francisco.
c) Como a criação de gado se relacionava à produção açucareira?
A criação de gado relacionava-se à produção de açúcar, uma vez que os bois eram usados nos engenhos como animais de tração e de transporte, além do abastecimento de carne e couro.
d) Por que a pecuária não se desenvolveu na mesma área que a atividade canavieira?
As áreas com solos mais férteis e clima úmido foram destinadas exclusivamente à produção da cana-de-açúcar, pois se tratava da principal atividade econômica. A pecuária desenvolveu-se de maneira secundária nas áreas que não eram favoráveis à atividade canavieira.

7. Observe a imagem e faça o que se pede.
Com base no que aprendeu até agora, apresente três motivos que levam muitas famílias do Nordeste a se tornarem retirantes.
Falta de alimento; falta de trabalho; busca de melhores condições de vida etc.

19 comentários:

  1. valeu ajudou mais falta a oitooooooooooooooooo!!!!

    ResponderExcluir
  2. valeu ajudou mais falta a oitooooooooooooooooo!!!!

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Pior falta a 4tem como fazer agora pó favor o brigado

    ResponderExcluir
  5. 8-A agricultura canavieira determinou a colonização portuguesa no Brasil e, ao mesmo tempo, a criação das primeiras formas político-administrativas aplicadas pelo Estado português na colônia, como as Capitanias Hereditárias e o Governo Geral, além de ser a grande responsável pela introdução da escravidão africana.

    ResponderExcluir
  6. 4 mão-de-obra barata, e venda a preços elevados

    ResponderExcluir